O ato de inauguração do campo de futebol Dr. Sócrates, neste sábado (23), atraiu mais de 1500 pessoas para a Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF) em Guararema, cidade do interior de São Paulo (SP).

Artistas, políticos e amigos do MST marcaram presença na atividade deste sábado, como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o compositor Chico Buarque e os cantores Lirinha, Mano Brown e Otto.

A atividade reuniu um dos maiores públicos da ENFF desde sua fundação, em 2005. A escola é espaço de formação política do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST).

Prêmio

Antes do jogo de estreia do campo, Chico Buarque recebeu o prêmio Democracia e Liberdade Sempre, da Central Única dos Trabalhadores (CUT), na categoria Personalidade de Destaque na Luta por Democracia, Cidadania e Direitos Humanos.

"Queria repartir esse prêmio com colegas meus artistas que lá atrás nos anos 1970, durante a ditadura, se ligaram ao movimento sindical no ABC, que foi embrião da CUT", agradeceu o cantor.

Na ocasião, a militante Gracinha Donato, do Movimento pela Soberania Popular na Mineração (MAM), declamou a música Apesar de Você com entusiasmo e aplausos da plateia.

Chico lembrou que participou de um amistoso com o MST em 2015, em um jogo que deu o pontapé inicial para o financiamento coletivo para a construção do campo da escola. Com a campanha, o Movimento conseguiu angariar mais de R$ 67 mil para a construção do espaço.

"E agora vim jogar futebol no campo Florestan Fernandes, que foi muito amigo de meu pai e que me lembro desde minha infância. Por coincidência, fiquei sabendo que o projeto do campo é da FAU-USP, onde estudei", contou o cantor.

Benção ecumênica

Os times entraram em campo ao som da musica que o cantor pernambucano Lirinha compôs para a inauguração.

Antes das partidas, o local recebeu a benção ecumênica de Frei Betto, o obá Fabrício, o pastor Ariovaldo Ramos e o sheik Hussein Khalillou.

"Em nome de Deus, que abençoa este campo, eu quero dizer que, fora Temer, são todos bem-vindos", disse Betto.

Já Khalillou abençoou todos os povos que passam pela ENFF para os cursos e atividades de formação: "Esse grande espaço é um lugar que vai levar, com certeza , o conhecimento para os irmãos que querem se esforçar para mudar a situação deste país".

Ídolo do futebol

O jornalista Juca Kfouri aproveitou o momento para homenagear o jogador Sócrates Brasileiro, que empresta o nome ao campo.

"Eu tenho certeza absoluta que essa homenagem vale mais para ele do que valeria se o Maracanã, se o Pacaembu ou mesmo se a Arena Corinthians mudasse de nome para Dr. Sócrates", disse o jornalista.

Já Sóstenes Brasileiro de Oliveira, irmão do homenageado, lembrou da militância do jogador por democracia. Ele afirmou que a família ficou orgulhosa e agradecida pelo evento organizado pelo MST.

"Significa muita coisa essa homenagem. Combina muito com Sócrates e a personalidade dele, ele sempre teve uma personalidade de resistência, uma pessoa que não se dobrou a nada sempre seguiu as coisas que ele acreditava", disse o irmão do jogador.

Patrimônio cultural

O coordenador nacional do MST João Pedro Stedile defendeu que a inauguração do campo também faz parte de uma disputa de se resgatar o futebol como patrimônio cultural do povo brasileiro.

"O futebol faz parte da nossa vida, faz parte da política, faz parte das nossas famílias e sentimos quando nós se entusiasmamos com os nossos times, sofremos e ficamos alegres e por isso que o futebol tem tudo a ver com a nossa escola."

Stedile ressaltou também a importância da solidariedade de amigos do Movimento para a construção do campo.

"A escola é fruto da solidariedade internacional e de todo povo brasileiro. Nós começamos a construir em função do apoio que recebemos do Chico Buarque, José Saramago e do Sebastião Salgado. E nesse mesmo espírito que nós, devagarinho, fomos construindo a ideia de termos um campo de futebol."