Na próxima sexta-feira (11), movimentos sociais de Belo Horizonte convocam um ato contra o reajuste da tarifa de metrô na capital mineira, anunciado na última segunda-feira (7) pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) .

Atualmente, o bilhete custa R$ 1,85 (tarifa praticada em Belo Horizonte há mais de dez anos) e a proposta é de um reajuste de 88%, de forma que a tarifa passe a custar R$ 3,40. Ainda conforme a CBTU, a cobrança do novo valor já teria início no dia 11.

De acordo com os movimentos que organizam o ato conjunto, o "aumento está acontecendo sem nenhuma discussão com a sociedade e de maneira abusiva, atropelando qualquer perspectiva do caráter não mercantil de acesso à cidade que os movimentos sociais historicamente defendem e que a população belo horizontina tanto necessita".

Eles alegam ainda que esse reajuste irá "prejudicar vários estudantes que dependem deste meio de transporte para se deslocarem até suas universidades e escolas" e "milhares de trabalhadores que utilizam o meio de transporte para sua locomoção ao trabalho e pagam a passagem dos seus filhos para as escolas".

Ato Unificado Contra o Aumento do Bilhete do Metrô. R$ 3,40 NÃO!
Quando: 11 de maio de 2018, às 17 horas
Onde: Praça 7 de Setembro (centro de Belo Horizonte)
Mais informações: https://www.facebook.com/events/848857355297483/