contatoFacebookTwitter

Mundo do Trabalho

31/07/2017
No dia da votação contra Temer, Frente Brasil Popular chama ato em todo país
por Luciana Console - Brasil de Fato
Foto: Frente Brasil Popular/Divulgação

Atos serão realizados nas principais capitais do país no dia 2 de agosto, data em que ocorre a votação da denúncia contra o presidente golpista Michel Temer(PMDB) na Câmara dos Deputados. O intuito é levantar a bandeira das “Diretas Já” e pressionar os parlamentares a não apoiarem o presidente.

Em São Paulo, o ato foi batizado de "Vigília pelo Impeachment de Temer" e tem concentração a partir das 15 horas, na Avenida Paulista.

Para Vera Machado, integrante da Marcha Mundial das Mulheres, organização que compõe o ato, expor os deputados que são favoráveis as medidas de Temer faz parte da estratégia de derrotar o golpe: “Nós sabemos que não vai ser uma grande mobilização, mas vai ser um momento muito importante de denúncia contra os deputados vendidos de São Paulo e tentar ver se a gente consegue realmente a vitória do Fora Temer."

Os atos são organizados pela Frente Brasil Popular, articulação composta por movimentos sociais. Além de focar na saída do presidente golpista, a manifestação vai dialogar com a população sobre a aposentadoria, única reforma que ainda não passou no Congresso.

A denúncia prevista para ser votada pelos deputados no dia 2 é referente à gravação da conversa entre Joesley Batista, dono da empresa JBS e Michel Temer, onde ambos fazem negociatas corruptas abertamente. Imagens de Rocha Loures, ex-assessor de Temer carregando uma mala com R$ 500 mil reais de propina destinadas ao presidente, também são provas que complementam a denúncia.

O governo de Michel Temer é o pior avaliado pela população desde que o Brasil voltou a ser uma democracia. Uma pesquisa divulgada pelo Ibope/CNI nesta quinta (27) aponta que somente 5% da população aprova a atual gestão, que vem trazendo mudanças negativas para a maioria dos brasileiros.

A orientação da Frente é que telões para acompanhar a votação sejam providenciados nas cidades onde serão realizados os atos.

Uma agenda foi organizada para todo o mês de agosto, que será pautado pela luta contra os retrocessos recentes. Vera fala das articulações que estão sendo feitas: “Tem todo uma jornada que é uma agenda que nós vamos fazer. Dia 10 nós temos atividade das mulheres, no Ministério Público, depois na Prefeitura contra o desmonte da política pras mulheres da cidade de São Paulo e no dia 11 nós temos a posse da UNE e o Fora Temer numa parceria muito maior nesse sentido, da gente discutir o Jurídico do país neste momento, entre outras coisas, então esse ato vai ser lá no 11 de agosto”.

Também fará parte da jornada de lutas da Frente Brasil Popular, uma campanha em parceria com a Jornada das Juventudes, da União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) com o intuito de revogar a Reforma Trabalhista.

Comentários

Encontre-nos

  • Belo Horizonte - Minas Gerais
Receba Nossa Newsletter